Ar Comprimido

Cold Box: soluções customizadas para testes de tubulação.

Além do nitrogênio, que já vimos em alguns posts anteriores, gases como o oxigênio são de grande valor para aplicações médicas e industriais, como a oxidação do ferro gusa e seu enriquecimento na fornalha para produção de aço, dentre outras.

Para extraí-lo, o processo típico começa por várias filtragens do ar culminando com a etapa chave do processo, quando o gás é tratado criogenicamente, num sistema chamado de “Cold Box”, após o qual os componentes liquefeitos em diferentes densidades são separados.

É um longo caminho, sempre percorrendo tubulações que não podem falhar. Antes de ativar uma planta deste tipo, portanto, é essencial que se realizem testes específicos, que precisam atender dois quesitos:

  1. Eficiência: o desafio que se enfrenta aqui é que para tais tipos de testes, se faz necessária uma fonte específica de ar comprimido, com vazão e pressão superiores às utilizadas no processo de produção (pois o objetivo é estressar a tubulação e testar sua confiabilidade contabilizando margens de segurança). Além disso, o teste não pode contaminar as tubulações, portanto o ar precisa ser seco, com ponto de orvalho em níveis controlados. Também precisa ser isento de óleo, em nível Classe Um (conforme norma ISO 8573-1) pelo menos.
  2. Rapidez, tudo isso precisa acontecer o mais rápido possível pois o nível de produção normalmente é de pelo menos seis dígitos em metros cúbicos por hora, e tempo é (muito) dinheiro!

Esta é uma típica situação onde a locação de soluções customizadas se enquadra com grande adequação. E podemos ver exemplos disso na indústria nacional. Um dos maiores fornecedores mundiais de gases para aplicações médicas e industriais, possui uma instalação de extração de gases, especificamente de oxigênio, integrada à planta siderúrgica de um de seus clientes, no nordeste do Brasil.

Para realizar o teste em suas tubulações, o processo convencional demandaria que seus engenheiros trabalhassem em todas as especificações, acionando depois compras para locar equipamentos em diferentes fornecedores, que então ainda teriam que ser integrados e colocados em operação pela equipe do cliente.

Ao invés disso, foi contratada a locação da solução completa, incluindo projeto. Especialistas da Atlas Copco Rental realizaram o diagnóstico da planta, elaboraram um plano operacional e colocaram em prática todo o projeto englobando:

– Compressores de ar movidos a diesel;
– Secadores por adsorção;
– Boosters de alta pressão.

Com isso, foram economizados:

  • Custo dos profissionais de engenharia
  • Custo dos profissionais de compras (otimização do processo)
  • Mão de obra operacional
  • Downtime da planta

Segundo dados da Associação Brasileira de Indústrias Químicas (Abiquim), o mercado nacional para extração de gases é estimado em mais de US$ 2 bilhões ao ano, um negócio de altos volumes, e que pode aumentar suas margens através de novas tecnologias e metodologias de operação e manutenção.

 

 

 

Sobre Nós

Blog da Atlas Copco Rental Brasil

Todos os direitos reservados - 2018